Blog

A força de se redescobrir

Há alguns anos, o empreendedorismo vem crescendo significativamente no Brasil e o maior aumento está no âmbito feminino, quando uma mulher decide montar seu negócio e ter sua renda para administrar a sua vida e dos que estão ao seu redor.

São mais de sete milhões de mulheres, segundo o Portal da Indústria, que têm sua própria empresa e em sua maioria são chefes de família que buscam melhor qualidade de vida.

O empreendedorismo feminino muitas vezes está pautado pela insatisfação do trabalho que se é exercido e pela falta de tempo para cuidar de si mesma e da família. Esse é o caso da Elly Regina Macedo, que vinha se dedicando doze horas por dia em catorze anos em um emprego do mundo corporativo, e depois mais oito anos como empresária sem obter qualquer satisfação ou felicidade. 

Chegou o momento em que ela se sentiu completamente perdida e não sabia mais o que procurar para se sentir realizada. Não sabia onde encontrar a sensação de paz, flexibilidade, conforto, bem-estar e ainda ter retorno financeiro em sua carreira. Foram dois anos de angústias e tentativas frustradas, que a fizeram buscar alguma atividade profissional, para poder se sentir motivada e produtiva. 

“Fiz pesquisa sobre gestão e empreendedorismo. E os canais de busca começaram com referência de cursos de autoconhecimento e propósito, mas nenhum deles tocava minha alma. Até que encontrei uma publicação da 

Adriana Coyado, imediatamente fiz contato e marquei uma sessão para entender mais o que realmente ela fazia”. 

Se sentindo desmotivada, aquela mulher já não queria mais ficar acomodada com uma situação que só lhe fazia mal, chegou ao auge do estresse que afetou diretamente sua saúde. “Eu não tinha a menor ideia de qual era a minha missão, mas sabia que queria empreender. Mas mesmo que eu me esforçasse, eu não conseguia sair do lugar”. 

Nas sessões com Adriana, Elly Regina começou a ver o céu se abrir. Ela conseguiu perceber qual era seu propósito de vida, tudo através de técnicas e ferramentas para a busca de autoconhecimento. Iniciou-se assim a construção de um caminho a ser seguido para ter seu próprio negócio e que fizesse sentido e trouxesse realização para ela. 

Sem ao menos saber ainda por onde começar, ela já sabia o que não queria para sua vida. O primeiro passo já estava dado. “Descobri o que realmente amo fazer, o que tenho talento e habilidade para colocar em prática, juntar essas coisas foi primordial para pensar em montar o meu negócio. Sou apaixonada pela micropigmentação e designer de sobrancelhas e essa é a minha meta, me especializar para oferecer um trabalho de qualidade para minhas futuras clientes”, explica a profissional.

O processo de autoconhecimento, não é algo fácil, mas demanda muita força de vontade para quem quer achar a sua missão e traçar uma nova rota. É se entender, saber como cuidar da saúde interior, cuidar do corpo e da mente ao mesmo tempo para focar nos melhores resultados que estejam alinhados com os sonhos de uma pessoa. 

É muito mais que saber como se acalmar diante de uma situação de estresse, por exemplo. É saber como cuidar de si, através de meditações, de uma alimentação saudável, da prática de exercícios para a saúde do corpo. É ainda saber usar as palavras mais adequadas para com as pessoas que conversa, e direcionar os objetivos com foco na estratégia de vida de cada um. 

Quais são seus sonhos pessoais? E os profissionais? O que você quer para daqui um ano? E para daqui cinco anos? Parece tudo muito longe para você, mas não é. Em um piscar de olhos, tudo que você conhecia pode mudar, e você será lembrada pelo quê? 

“Esse processo com a Adriana despertou em mim uma mulher que eu desconhecia. Não só na minha vida profissional, mas na minha vida pessoal também. Adquiri valores e um amor próprio que hoje me impedem de viver relações indignas, sejam elas amorosas, de amizade ou até mesmo no trabalho. Reconheço em mim um grande potencial, uma disciplina que antes eu não tinha. Foi um divisor de águas na minha vida!”, relata Elly. 

Para você mulher que está perdida, se sentindo sobrecarregada, cansada do que vem fazendo hoje em dia e buscando empreender, mas não sabe por onde começar é preciso sair da zona de conforto e deixar a procrastinação de lado. Isso se chama coragem! E ela está aí dentro de você, basta você acordar, para que ela possa viver.

Elly Regina, após participar das sessões individuais com a Adriana Coyado, começou a construir suas metas, coisas que nunca havia feito antes, e já começou a ter resultados com o mapeamento do seu negócio. Começando do zero, a designer de sobrancelhas está atendendo em um salão de beleza aos finais de semana para arcar com os custos dos cursos de aprimoramento, e tem vários projetos para este ano de 2019. “Em junho quero começar a gerar conteúdos na internet, para ajudar outras empreendedoras do ramo da beleza a trabalharem com sobrancelhas e em outubro ter meu espaço físico para atendimento. Estou determinada e alinhada com meus projetos e sonhos”.

Sair da zona de conforto não é fácil e essa inquietação aí dentro já mostra que você não está feliz com o que vem fazendo. Lembre-se que a intuição feminina é uma característica que deve ser levada em consideração. Não deixe de ouvir sua voz interior.